Segundo a pesquisa concluída na quarta-feira (17), o índice de quem considera sua gestão ótima ou boa subiu de 15%, em julho, para 22%. É o primeiro aumento desde as manifestações do ano passado. A taxa de reprovação do prefeito (quem considera seu trabalho ruim ou péssimo) teve variação ainda maior e despencou de 47% para 28%.

“Bicicleta é meio de transporte em SP e em qualquer lugar do mundo. Deixei o carro em casa e estou levando minha filha pra escola pela ciclovia. Acho reacionário esse movimento contra, é fruto de uma mentalidade arcaica, dependente de gasolina. A única crítica é que as ciclovias foram montadas meio às pressas, então tem muito buraco”, Facundo Guerra, sócio de bares como o Riviera.